segunda-feira, outubro 20, 2008

museu dos sonhos

FOTO: Museu das Aldeias, Relva, Vila de Rei



O tempo por vezes pára
Na retina do sonho
Nas cores da memória

O tempo por vezes fala.
E sussurra, risonho
Futuros com história

Por vezes, lugares assim
São pedaços de mim
São preces de quase nada

Deixadas para o fim
Entre lençóis de cetim
Ou entre as pedras da estrada

O tempo parou aqui
Mais vivo que qualquer morte
Tempo que sempre perdi
Ausente da minha sorte

Preso a esta liberdade
De me sentir de saudade
De me sentir arrastado

Sempre no sonho levado
De me sobrar a saudade
Preso a esta liberdade

O tempo arrasta-se, obliquo
Entre silêncios puros de paraíso
Museu vivo, de naturezas mortas
Para quem o sonho for impreciso

Aqui o tempo parou
Ou parei eu. Não sei…
Se fiquei parado no tempo
Ou se só sonhei…

Não quis partir…
Mas a urgência de um adeus que não acenei
Vigou

Não quis fingir…
E todo o chão que pisei
Como no sonho, me tragou
E eu fiquei…
Porque o tempo
Parou…




PS:

Quando nasci ainda se apregoavam sonhos e «viveres». Ainda se vendiam de porta em porta pão e «afazeres».
Quando nasci ainda eram de verga os cestos, e as balanças de «pesos»
Ainda se viam as estrelas à noite e disfarçávamos as lágrimas com «lenços»
Quando nasci o meu país era pequeno
Como ainda hoje o é…
Mas tão imenso, ontem e hoje, o sinto, na minha fé…

Porque as «ideias» não morrem nunca enquanto houverem Homens de memória.

Por isso, sem querer apanhei um «Eléctrico» ao acaso, deixei-me levar por montes e sonhos. E ao acaso, diante do acaso que sou, a «Maquina» sem «alma» traçou-me a rota do improvável destino.
Chegado lá, apeei-me. Despi o meu corpo «mecânico» e fui só alma…
Amei cada momento… Vivi…
Quarenta anos depois de ter «nascido» …


18 de Outubro 2008




jorge@ntunes

3 comentários:

http://toninha.abn.zip.net disse...

É bom voltar as origens,viver os velhos tempos,matar a saudade,só não vale ficar preso ao passado.
Gostei.Parabéns pelos 40 aninhos.
Beijinhos e um forte abraço.ADORO-TE:)

Paula Antunes disse...

Com este belo momento chorei...

O dia 18 de Outubro é sempre um dia especial e único.

Beijinhos

@lexis disse...

Os momentos valem pelo que sentimos em cada um que passa
Os lugares valem por eles mas também pela pessoa com quem os partilhamos
Vivi cada momento que passei contigo em cada um destes lugares e sonhei contigo... acordada e contigo ao lado. Obrigado.

Related Posts with Thumbnails