sábado, junho 21, 2008

menina




Menina do meu encanto
lua cheia, do meu canto
poema da minha vida

Menina, ouve-me o pranto
canção, fado. Sob um manto
o teu corpo. A alma minha

Menina, voz pequenina
a poisar no meu sentido
menina, menina
olhai-me, aqui esquecido

Sem ti
o que faço eu aqui
o que faço eu, tão pouco

Menina que vedes dai?
Mandai-me teu beijo, que perdi
nesse mar revolto e louco

Menina, dos meus olhos, a pedir
Deusa minha de existir
uma fé que me prendeu

Menina, de ser sempre este sentir
sempre no vento a fugir
e o vento a não ser meu

Menina. Dai-me um porto de abrigo
que sem ti já não consigo
avistar ao longe terra

Menina. Dai-me um mar sem perigo
que sem ti ando perdido
e sem mar não sou poeta

jorge@ntunes

2 comentários:

Geminiana disse...

Meu querido,estou encantada!!!Deslumbrante este poema.Deixaste-me (como dizem)no mundo da lua, a viajar na magia dos sonhos.AMEI!
Obrigada por este lindo presente.
A imagem está maravilhosa,lindaaa(a tua menina)
ADORO-TE!

Beijinhos :)

Fica na Paz!

Paula Antunes disse...

Lindo demais...

1 beijo desta menina que te adora.

Related Posts with Thumbnails