quinta-feira, maio 22, 2008

mar




Desiludem-me os sonhos
que o mar por amar sonhou
desiludem-me
porque ninguém os amou

o mar sonhou amar
o mar que se sonhou

na ilusão de ser
imenso de se saber
mar que amou

quem assim sonha
acaba mar de tanto amar
mar, que em ti sou

um mar, um horizonte
um sonho, uma gaivota
amar de um mar
que já não volta

quanto mar
quanto amor
quanto sal
quanta dor


desilusão
mas sempre o mar
por amar

e eu
teu mar
e tu
sonho meu

jorge@ntunes

1 comentário:

Geminiana disse...

Excelente poema.Imagem maravilhosa!

Parabéns!ADOREI!

Beijinhos coloridos :)

Fica bem...fica na Paz!

Related Posts with Thumbnails