sábado, março 01, 2008

isto...que escrevo...




Estou de pé
Literalmente de pé
Escrevendo isto
Isto que aparentemente
Não sei o que é

Algumas palavras
Ainda sem qualquer sentido
Escritas aqui, de pé
Parado, esquecido

Estou de pé, aqui
A ver, que ninguém repara
Que apenas escrevo
Por não haver mais nada

...................................

Mais palavras...
Algum sentido mais...

No entanto do que escrevo?
Não sei. Palavras demais?

Ou de menos...
Se ao menos
Não estivesse aqui de pé
Preso a uma qualquer fé...

Escrevendo coisas minhas
Coisas que nem eu sei
Apenas porque reparo que em mim
Inconscientemente sonhei


E neste caos de palavras
Sobre algo que não sei bem o que é
Fica este paradoxal poema
Escrito, literalmente de pé...

jorge@ntunes

5 comentários:

Geminiana disse...

Fantástico!Meu querido,isto que escreves é demais...demais de lindo!E assim é o poeta...escreve porque ama fazer versos...às vezes cheios de cor...às vezes preto e branco.Alguns feitos sentados... outros em pé...alguns feitos de lágrimas... outros de sorrisos...mas sempre preocupado em ouvir a voz do coração.Tudo que escreves tem sentido.Só o que não tem sentido é a paixão do leitor pelo Poeta.Mais uma vez,Parabéns!
Amei!

Doces beijinhos no teu coração!

ADORO-TE :)

Um domingo de Paz!

Gnose disse...

Aninha-te no aconchego...

Dark-me disse...

Palavras apenas!!...

Continua
Não pares nunca!

Dark kiss

Dark-me disse...

Venho agradecer-te pelo potente poema que me deixaste :)

Tens o dom de me tocar c as tuas palavras!

Obrigada

Dark kiss

Paula Raposo disse...

Tal como as árvores...

Related Posts with Thumbnails