quinta-feira, dezembro 06, 2007

face lunar




Hoje fui falar à lua
Fui contar-lhe do meu dia
Dizer-lhe o que me sinto
Nesta noite escura e fria

E da minha janela pedi-lhe
À distância do nosso olhar
Que fosse buscar-me um sonho
Daqueles de não acordar

E a lua que bem me conhece
E sabe de tantos segredos
Desceu ao fundo do mar
E por lá deixou meus medos

E eu da minha janela
Do meu mundo por saber
Esperei na eternidade
A lua da minha saudade
O sono por acontecer

E um dia que não acordei
Uma noite que não voltei
Uma espera que esqueci

Contou-me a lua, que chorei
Que nos seus braços jurei
Que só por ela sorri

Mas a lua mais humana
Que a humanidade que sou
Ao pressentir meu acordar
Apontou-me ao longe o mar
Deu-me um beijo e em mim ficou

E desde então, cada noite que fico
Cada manhã que me apago
Cada memória que revejo

Sou o mar que não consigo
Sou o sonho, instante vago
Sou a lua, sou o beijo...

jorge@ntunes

4 comentários:

Anónimo disse...

muito bem...digno de um verdadeiro poeta

Paula Antunes disse...

Cada dia que passa os teus poemas são mais bonito e eu já não tem palavras para te escrever.

Beijos

Paula Raposo disse...

Como eu subscrevo as tuas palavras!! Por não as saber escrever assim...

alexis disse...

comentarios para que es lindo,escreves como um anjo cada letra dos teus poemas sao escritos com muito amor. ja gostava de poemas mas agora!!! agora vou ficar viciada em algo muito querido como tu. da tua amiga p

Related Posts with Thumbnails