quinta-feira, setembro 27, 2007

corpoNUcorpo



O meu corpo treme de fraqueza
Treme da fome de outro corpo
Eu tremo desta franqueza
Desta verdade que não posso
Nem escondo

A minha alma chora
O meu corpo é louco

Mas eu todo sou tudo isto

Um dia o que será pó
E esquecimento
É o que agora existo...

E não existir?
Será o quê?
Uma fome maior?

Não sei...
Nem desejo pensar melhor...

Hoje o meu corpo manda em mim...
Pede-me outro corpo...
... O mesmo fim...

Hoje manda a lucidez carnal...
Hoje a loucura é animal...

A alma, o pensamento
Hoje choram
São chuva, são memórias ausentes
São lágrimas que lanço ao vento...

Hoje não quero mais nada, senão prazer
Uma cama, outro corpo
Hoje tudo me é muito
Hoje tudo me é pouco

jorge@ntunes

1 comentário:

Geminiana disse...

Hummmmmm!Isso é uma loucura... uma tentação... acho que andou tomando Whisky...(risos).Quer saber da verdade? Deixaste-me arrepiada, delirando, abobalhada, perdida em você.Amo te ver assim...LIVRE,LEVE E SOLTO! Você é demais sabia?
Obrigada por mais esta obra prima!

Muitos beijinhos no teu coração!

AMO-TE:)

Related Posts with Thumbnails