quinta-feira, setembro 21, 2006

21/09/200.......



Dia 21 de setembro de 2005, sentei-me, não nesta cadeira, não neste lugar, e muito menos sendo este que sou, e criei este blog.
E este lugar foi o meu mundo por uns tempos. Foi aqui, que tentei sarar uma ferida de morte que sem querer me levou à vida.
Foram apenas palavras, ordenadas sem engenho, apenas lágrimas e sorrisos geniais.
Um ano depois nada mudou, e no entanto, tudo me é novo.
As palavras continuam a pecar plo desassossego. A vida a chegar-me aos poucos e fugir-me aos rodos. Mas como sempre tudo não deve passar de sonho do qual nunca poderei acordar visto nunca por ele ter sequer adormecido.

A todos os que por aqui passaram, sorriram, choraram ou simplesmente se desiludiram,
Obrigado.



Algo aconteceu
Olho à minha volta
E não sou eu

Nem céu, nem terra, nem mar
À minha volta
Nenhum olhar

Algo aconteceu
Sem sentido de seu

Nada empurra o tempo
Nada nasce ou morre
Desalento

Algo aconteceu
Humanamente esqueceu

Nem uma lágrima, nem um sorriso
Nem corpo, nem alma
Vácuo conciso

Algo aconteceu
A noite permanece erradamente acesa
Mas mais do que eu
Algo não aconteceu
Aqui vos suplico:
- Pois que aconteça!!!...

jorge@ntunes

6 comentários:

Geminiana disse...

Imenso!Belo sentir, confesso que gostaria de comentar alguma coisa,acontece que já estou a chorar, mas é lágrimas de emoção.Cada poema teu toca-me profundamente.É incrível!!!Parabéns pelo aniversário do Blog.
Vou tomar uma taça de vinho do Porto em sua homenagem ok?

Adoro-te :)

Um beijinho com emoção

Geminiana

Paula Antunes disse...

Parabéns Mano pelo teu excelente trabalho...nunca desistas dos teus sonhos.

Que continues a ser quem és...simplesmente uma pessoa bela por fora e por dentro.

Ao passar por aqui todos os dias, ri...chorei muito...mas nunca me desiludi.

Tu és o meu Poeta de eleição.

Beijos Doces

Paula Raposo disse...

Parabéns atrasados está visto!! Pelo ano!! Sempre que aqui passei, sabes bem, sempre gostei. Beijos.

Maria disse...

Belo, sentido e intenso. Cada palavra, cada poema, teem uma força que nos obriga a pensar. Adoro ler-te. Apesar de me emocionar, sempre. És de facto um poeta da dor, do amor... Parabéns pelo blog e beijinho para ti. Maria

MEDUSA disse...

Agora deixaste-me emocionada...

Aceita um beijinho meu!

☆Fanny☆ disse...

Olá Jorge!

P*A*RA*B*È*N*S*!

Foi no dia 21 de Setembro de 2005? Que alegria!

Um ano em que tantas emoções abraçaram as palavras...imersas em dor...lágrimas...alguma alegria também.

Soltar assim os sentimentos é soltar as asas do coração... é libertar a alma!

Obrigada por todos estes momentos que partilhaste...obrigada por seres uma pessoa especial.

Adoro ler-te.

Estive ausente da blogosfera, mas estou a regressar. Estes caminhos da poesia fazem-me falta!

Um abraço de estrelinhas*

Fanny

Desculpa o atraso...ando mesmo sem norte!

Related Posts with Thumbnails