quarta-feira, setembro 20, 2006

identidade



A minha Identidade
É um misto de Saudade
De Fado e coisas de Mar

A minha Pátria é um sonho
Tantas vezes mais medonho
No pesadelo de acordar

A minha Bandeira é o vento
Hasteado no firmamento
No horizonte a exibir-se

O meu Hino, um batimento
No peito cheio de pensamento
Alma sempre a expandir-se

A minha Identidade
É algo mais que uma vontade
São interrogações e porquês

Sou Matéria de um Dilema
Sou de um Poeta o Poema
Nascido assim, Português

jorge@ntunes

1 comentário:

Paula Antunes disse...

Bonito como sempre....

Deixo-te um beijo no teu coração.

Related Posts with Thumbnails