segunda-feira, março 06, 2006

sem glória



Que vejo eu aqui, parado
Neste banco de jardim, sentado
Ao lado da vida que passa?

Vejo um navio ancorado
Plas amarras do passado
Com um futuro de nada

Tudo passa e me trespassa
Tudo segue o seu caminho
Eu sou aquele que sozinho
Apenas fica e desgraça
Aqui parado no nada
Entre a noite e a alvorada

Aqui parado vejo ao olhar
O mundo inteiro a passar
Tudo gira à minha volta

Sou o centro do universo
A vida sonhada num verso
Sou Astro-e-Rei sem glória

jorge@ntunes

5 comentários:

Geminiana disse...

Um quadro desolador...mas tens de seguir em frente,pois o homem nunca deve parar e deixar a vida passar e não deixar de sonhar.O sonho é o alimento da alma...só uma coisa torna o sonho impossível o medo de fracassar.Sonhe e lute com confiança e verás a tua GLRÓRIA.Posso deixar-te bem claro que está triste, porém bonito, bem escrito...VC É GRANDE..assim como meu carinho por ti...
Beijinhos e fica na Paz.

Geminiana

fatima disse...

Passei aqui pela primeira vez e, alguns poemas eu adorei.
A musica tb é linda ( a segunda), dizes-me de quem é??
boa noite

Neith disse...

Um poema muito sentido...beijinhos :)

Aromas Do Mar disse...

O tempo é escasso para um mundo de coisas, e a blogosfera exige tempo e dedicação, dedicação essa, que de momento me está a ser impossível manter. Por tudo isso estarei ausente por uns tempos, talvez um dia eu volte..., quem sabe.
Agradeço todos os momentos de companhia neste mundo e o carinho sempre demonstrado.
A vida é sempre feita de opções!

Os meus contactos continuam a ser os mesmos, sempre que queiras e precises dispôe.
Podes continuar a mandar a música para o email ;)
Um beijo da Lina/Mar Revolto

fatima disse...

Sabes? eu tenho 2 cds dos The Gift!! se calhar ate tenho esta musica tb! Que tonta!! Na verdade o ultimo cd, AM-FM, eu so tenho ouvido duas musicas. Gosto tanto tanto delas que oiço vezes sem conta e ficam as outras para um depois que ainda não aconteceuuuuuuuuuuuuu.
:-)

Related Posts with Thumbnails