terça-feira, março 07, 2006

asas caidas



Imerso no inevitável ser que sou
Perdi-me
Caíram-me as asas divinas
Da existência
Estou agora consciente
Da minha inconsistência

Preso à terra dos homens
Pla gravidade. A gravidez
Que ao mundo me verteu para chorar

Apenas pó que um dia serei
Imenso do erro em que pequei
Voltarei a voar

jorge@ntunes

2 comentários:

Geminiana disse...

Anjo lindo, estás consciente da tua inconsistência, mas não da tua capacidade de voar e de ser um vencedor...voe, mesmo de asas caídas... nunca deixe que o medo fique à frente dos teus sonhos.Gostei imensamente...
Deixo-te um abraço e bjs mil.

Geminiana

Catarina disse...

Bem...andei desaparecida, eu sei... Nem tenho escrito no meu cantinho, nem visitado o cantinho dos amigos... Peço desculpa por isso... Quero no entanto dar os parabéns... "Tens" (ainda permites que trate assim?) sem duvida alguma um dom!!! Continua! um beijinho
Catarina

Related Posts with Thumbnails