quarta-feira, fevereiro 22, 2006

paul@ntunes



Tu não sabes
mas foste a primeira donzela
que salvei
nos meus sonhos de menino

talvez do teu olhar
tantas vezes disperso
tantas vezes triste
de sonhar

tu não sabes
que chorei de te ver chorar
sem saber
que nem sempre o choro é de sofrer

mas eu, menino-herói
embalava o teu berço
quase incapaz de me suster
ficava no teu rosto preso

tu não sabes
os mares que me tentavam
quando alguém ao colo te pegava
e eu, Adamastores, imaginava
que do berço, frágil noz, te levavam

e o teu olhar, sempre o teu olhar
terno de sonhar

tu não sabes
que essa é a mais terna recordação
que guardo no tempo
que ainda sonho
ver-te menina trazida no vento

e eu o herói, afinal apenas menino
que neste poema de rima vã
te fez minha heroína
não apenas, minha irmã

jorge@ntunes

5 comentários:

MEDUSA disse...

Que linda homenagem esta que fazes a tua irmã! Um poeta, só assim o poderia fazer.
Um beijo meu

Geminiana disse...

Parabéns pela belíssima homenagem a tua maninha...bem merecida, pois acreio que ela seja mais que uma irmã,acredito que seja pra ti uma grande amiga.Amizade de um irmão é uma coisa sublime é um sentimento verdadeiro, profundo e de muita reciprocidade, um querendo sempre a felicidade do outro.É muito lindo!!!Gostei muitíssimo e creio que o vosso pai esteja onde estiver está cantando louvor p/ os dois.Deixo um abraço e um beijinho a ambos.Ficas na Paz.

Geminiana

Ps: A foto está linda!!!

Paula Raposo disse...

Sem dúvida, Jorge. A tua irmã merece este belíssimo poema. Doce, muito doce. Um beijo para ela.

Paula Antunes disse...

Obrigado Mano está lindo.

Fiquei sem palavras e já me fizes-te chorar.

Nunca te esqueças que estás e estarás sempre dentro do meu coração.

Gosto muito de ti.

1 beijo do tamanho do universo.

Ana P. disse...

Adorei a forma como homenageas a tua irmã.

Eu tb tenho uma irmã e somos tudo uma para a outra.

Nada há mais bonito que a Reciprocidade de tão grande amor...

Beijo

Related Posts with Thumbnails