segunda-feira, janeiro 16, 2006

amor & fado




amor, amor, amor
palavra que sem pudor
canto neste meu fado triste
porque só no amor existe
tanto fado e tanta dor

tomei-te minha eu bem sei
fui como um fora da lei
roubar-te o beijo só meu

mas a boca que toquei
de me fugir mais amei
de não seres minha fui mais teu

se o amor é esta dor
sem contornos de futuro
porque tive eu de te amar
se amar é perder tudo

e se eu te amei
por ti chorei
por ti morri
nunca mais eu procurei
o que jamais encontrei
o que não tendo perdi

jorge@ntunes

4 comentários:

Anónimo disse...

Este é que deveria ter o título de doçura. Tá fantástico,lindas palavras de amor...Deixas-me mais saudosa.Ah! meu anjo, quero que me desculpe,mas vc me deixar sem palavras.Simplesmente divino.
Um grande abraço e até quando vc quiser...Bjsssss

Paula Raposo disse...

Pois...sem comentário. É só para saberes que eu te leio!! Beijinhos.

Isabel-F. disse...

....pois...
o sentimento que comanda a vida...e o mais complicado de todos...

parabéns pelo poema.
Bj

relampago disse...

obrigADO. POR TER COMENTADO EM PIANO...assim deu-me esta excelente oportunidade...a de estar agora aqui.

magnifica a fotografia acima.

palavras "medidas." mt bom.
abraço.

Related Posts with Thumbnails