quarta-feira, outubro 06, 2010





Todas as manhãs são de chuva
Das lágrimas que te não digo
Todas elas na penumbra
De um mar de sal e castigo

Doce, foi a hora de um dia
Hora que o gesto apagou
Num adeus que mal sabia
A saudade que deixou

Que não fora teu, quase anuí
Quase calei e esqueci
Um dia que te sonhei minha

Mas hoje, que não parti
De te saber longe, morri
Na chuva que se avizinha


POETIK



I PRÉMIO DE POESIA jorge du val 2010
DIVULGUE e PARTICIPE!!!
Mais informações
CLIQUE AQUI www.poetik-jorgeduval.blogspot.com

4 comentários:

Encantadora de Abelhas disse...

Doce agonia de amar!
Que as tuas poesias se revertam em paz e alegria.
Boa Noite!
Bj

cristal de uma mulher disse...

Te agradeço o carinho e a lembrança.
Eu vou escrever para ti e ser participante de teu aniversario que será mais uma data de lux,exitos e que seja sempre este dia a luz de muitas experiencias e glórias.

Meu beijo

EnigmA disse...

Olá pessoal do Poetik 4 ever.
Sou o EnigmA, organizador do Blog do Poe. Estou aqui para confirmar a parceria feita com o blog de vocês.
O banner já está lá base da página, agora podem colocar o do Poe aqui. ^^
Ps.
Peço desculpa pela demora mas só hoje que fui notar a quantidade enorme de comentários que precisavam ser moderados.

Alesson Gothic disse...

Ótimo post!!
Aceita parceria?
http://musicgothicc.blogspot.com/

Related Posts with Thumbnails