sexta-feira, março 13, 2009

horas sombrias




As horas passam
Eu passo fora delas
Passo ao lado das horas
Passo para esquece-las

Passo por mim, e nem passo
Com passo firme, como outro qualquer
Passo, quase a medo, quase a passo
Como se nem passasse sequer

Fora de tudo, e contudo
Vagueio nas horas, nos passos
É ócio a hora que passa
E eu. Sombra de tempos vagos...

jorge@ntunes

1 comentário:

@lexis disse...

Passa por aqui
Que eu passo contigo

Passa ... mas fica!

Related Posts with Thumbnails