quarta-feira, novembro 19, 2008

herói esquecido




Consta que partiu…
Ninguém sabe, ninguém viu…
Mas consta.

Deram-lhe pela falta
E não falta quem o diga
Não porque faça falta
Já antes o não fazia…

Se bem que ninguém precise
Desse que partiu
Até porque ninguém o sabe, nem viu
Era hábito lá estar.
Entre as demais coisas que estavam
Mas essas, as coisas, ainda estão
Ele é que não
E notaram.

Entre os que constatam
Alguém aparentemente aquém
Coloca a pergunta fatal:

-Quem era o «tipo» afinal?

jorge@ntunes

2 comentários:

@lexis disse...

Esse não foi visto com olhos vivos de ver
Com aquela alegria de quem É
Foi visto com olhos pasmos de olhar apenas
Com a apatia de quem apenas Está

catarina disse...

paula esse coment ta lindo!!

escrevem cada vez melhores! =D

Related Posts with Thumbnails