quarta-feira, outubro 29, 2008

come-me





Prova do meu jeito de te amar
Bebe do meu corpo a tentação
Sorve deste momento a carícia
Traga da minha alma a perdição

Alimenta a chama
Dessa hora, dessa cama
Abraça o tempo de eu te querer

Grita, ou cala, como queiras
Mas sente
Quando te sinto ter

Prova da saliva que te prova
Bebe da delícia que me adoça
Cobre-te da pele que me sobra
Guarda o meu sexo que te toca

Beija meu olhar
Que te devora

Prova do meu jeito de te amar
Serve-me teu corpo temperado
Com amor e com suor
Prova meu sonho molhado

Faz desse acto um poema
Rima doce, gestual
Leva-me ao céu do teu sonho
Aonde te sonho, poema imoral

Prova do meu jeito de te amar
Como quem prova que sabe
Que se deixa sentir
Que se deixa provar…

Penetra em mim tua loucura
Sacia em mim o teu desejo
Beija assim o meu olhar…
… Como eu te beijo…

jorge@ntunes

2 comentários:

http://toninha.abn.zip.net disse...

Nossa!Que amor desenfreado..esse vai saciar a fome e o desejo de amar.Estás muito caliente hoje, rsrs.Consegues fazer meu coração bater em descompasso,causou-me um turbilhão de emoções, este teu poema.Perdão...que culpa tenho Eu?Sem exagero,não estou encontrando chão.Vc é um poeta malvado.Gostei!Muito bom...Parabéns!

ADORO-TE!

Beijinhos doces:)

Fica na Paz!

Paula Antunes disse...

Lindo e intenso...

Beijos

Related Posts with Thumbnails