terça-feira, agosto 05, 2008

versos rasgados/luz




Versos rasgados

Hoje, rasguei versos
que não escrevi
rasguei-os porque apenas os li
no abstracto do meu pensamento
Porque de tão reais os perdi
rasgueio-os porque os senti
e os deixei perdidos no vento...




luz

Vê-de esta luz negra
de ser tanta luz
vê-de como vos cega
e seduz
Dái-lhe o para-lá-do-olhar
abrangente
Dái-lhe a vossa luz-de-ver
cegai!!!
Que o cego sente!!!...


jorge@ntunes

2 comentários:

@lexis disse...

Em qual lufada de vento quente perdeste os teus versos? Diz-me que eu vou buscá-los e aconchego-os para não esfriarem...

@lexis disse...

Fui à procura do teu princípio em mim
e lembrei que tinhas perdido ao sabor do vento algumas palavras em forma de verso

continuam perdidos os versos?
as palavras fazem mais sentido agora?

ah... pudesse eu fazer-te saber o sabor daquele beijo a lima hoje ainda...

virei a embalagem e a palavra continua dentro da validade

"amo-te"
homem da minha vida

Related Posts with Thumbnails