sábado, abril 05, 2008

magia




Magia
Encantamento
Maresia
Mar imenso
De sonhar

Dia
Deslumbramento
Sinfonia
Tocada a vento
Num olhar

Jardim
Primavera
Que sem fim
De flores assim perfuma

O tempo
Que nas nuvens
Flutua

Maré
Moinhos de vento
E de fé

A sentir o mundo todo
A ver a alma que nua
Ser o uivo do lobo
A emboscar-se na lua

Menina
Desses olhos que prometem
Da fantasia que vertem

Um eterno desabrochar

Magia
Maresia
Doce conto de encantar

Correr
Correr mais que o pensamento
Mais que a luz
Ou que o momento
Em que a vida nos tocou

Amar, amar sem abandono
O dia a noite
O despertar. O sono
E tudo, o que entre os dois sobrou

E assim
Nestes versos
Que sonho e teço
Na escassez destas palavras

Deixo o mais caro dos sonhos

E os sonhos não têm preço

jorge@ntunes

3 comentários:

Geminiana disse...

É encanto ...é magia...é sonho! Deslumbrante teu poema.. Amei!
Você, meu querido, consegue tocar profundamente a minha alma. e este sofrido coração.Parabéns pelo presente que nos deixa.ADORO-TE!

Beijinhos:)

Fica na Paz!

Dark-me disse...

Os sonhos dão sempre um toque de magia à nossa vida!

Dark kiss

☆Fanny☆ disse...

Confesso que já tinha saudades de te ler, de absorver cada sentido que deixas escorregar pelos teus dedos... Os sonhos realmente não têm preço e eles estão sempre dentro de nós, basta que arredemos as cortinas da mente e deixemos a nossa alma voar.

A imagem escolhida é deslumbrante!

Quero cumprimentar também a Geminiana, há tanto tempo que nada sei dela!

Um abraço de estrelinhas sorridentes*

Fanny

Related Posts with Thumbnails