terça-feira, abril 01, 2008

anestesia




Reparei que as horas se entornavam
Placidamente para fora do relógio
Pingo a pingo
Para o vazio

Reparei também que cada tic-tac
Desse corpo
Chegava a cada compasso, mais distante
E frio

O relógio
Indiferente
Parecia até vivo
Parecia até gente...

Gente que se esvai
Na vida
Sem sentir
Que vai distante

Que o que carrega
Como fardo
É tempo
E sangue

E tudo mais perde o sentido
Quando se esgota
O elixir da existência

Tic-tac, tic-tac, tic-tac...

A entornar-se
No vazio
Da complacência

jorge@tunes

1 comentário:

Geminiana disse...

Muito lindo!!!Porém triste...Não gosto quando ficas assim.Ânimo!Deixe a tristeza de lado... VIVA!
Sorria!Pensamento positivo!Não deixe a sua vida escurecer.Vc é muito Especial ! ADORO-TE:)
A imagem está belíssima...adquada!

Aplásuos para a pessoa linda que és!

Muitos beijinhos neste doce coração!

Fica na Paz!

Related Posts with Thumbnails