quarta-feira, março 26, 2008

ode às palavras





Amo as palavras que escrevo
Amo-as na fragilidade em que deveras as compreendo
Cada palavra é um ser vivo que mal entendo

Por isso as amo...

Porque não me fogem, não me abandonam
Eu sonho-as, crendo, que elas me sonham...

Não trato com todas as palavras
Sou pouco
Elas, demasiadas...

De qualquer forma também as amo
Essas, que vivem apenas no meu encanto...

Este poema é para as palavras que amo
Um pedido de perdão
Por me usar delas assim...
Por intacta ilusão...

Amo cada palavra que escrevo
Sem nunca lhes ter pedido nada

Por isso hoje escrevo para elas, apenas...
Por este tudo que até hoje fiz e sou
Em cada
PALAVRA...

jorge@ntunes

2 comentários:

Geminiana disse...

Magnífico!Falta palavras para expressar a beleza deste poema.Excelente!Eu também amo cada palavra que você escreve.És ,sem dúvida, um grande Poeta!Adorei!
PARABÉNS! Obrigada por mais este belo presente!

ADORO-TE... MEU ANJO!

Beijinhos no teu coração :)

Fica na Paz!

Paula Antunes disse...

Eu também adoro as palavras que escreves, já te disse várias vezes que estás na profissão errada.

"ÈS O POETA DA MINHA VIDA"

Beijos

Related Posts with Thumbnails