quinta-feira, novembro 08, 2007

fado





É meu, o silêncio
Que passa
É meu, o fado perdido
Nas cordas dessa guitarra

É meu, o vento
Que corre
Sem forma e sem destino
É meu, tudo o que me foge

É meu, o medo
Que cobre a noite
De um melancólico véu
É meu, o cair das asas
Que me rouba o céu

Tudo me soa longe
Tudo me toca, tudo é pranto
Tudo canta, este fado imenso
Nas cordas do desencanto

jorge@ntunes

1 comentário:

Geminiana disse...

Lindo demais,ai ai que saudade!Tocou-me profundamente...
Obrigada por partilhar conosco este triste e lindo fado.

Beijinhos e tudo de BOM!

Related Posts with Thumbnails