quinta-feira, outubro 25, 2007

um qualquer dia





Um qualquer dia
De qualquer Hora
Eu vou partir
Eu vou embora

Vou ver o fim
Do meu caminho
Correr a estrada
Correr sozinho

Matar a sede
A fome lata
Sarar as feridas
Sarar a alma

Elevar o grito
Um eco aflito
De sensatez

Vou rir, chorar
Sofrer, amar
Mais uma vez

............................

Eu vim aqui
Passei por ti
Neste universo

Cantei-te a lua
Sonhei-te nua
Compus-te em verso

Em cada lugar
Que estive ao chegar
Apenas te amei

E quando parti
Apenas te vi
Noite que pequei

Um qualquer dia
De qualquer Hora
Eu vou ficar
Não vou embora

Ainda vou existir
No tempo que vem
Como fim, ser dia
Ser Hora de alguém

jorge@ntunes

1 comentário:

Marta disse...

Parece música

Related Posts with Thumbnails