sábado, outubro 06, 2007

lembra-te de mim






Lembra-te de mim
numa Primavera
em que cada noite
te pareça eterna

lembra-te de mim
quando o vento soprar
as folhas de Outono
para outro lugar

lembra-te de mim
quando a neve cair
mais fria que vida
que sinto fugir

lembra-te de mim
quando o sol morrer
que eu estarei escondido
na lua que há-de nascer

lembra-te de mim
no nascer de cada flor
lembra-te de mim
quando sentires amor

mas se esqueceres
de me recordar
sente os sinais
quando ouvires o mar

na sua imensidão de saudade
imensa, sem fim
pedindo a chorar
que te lembres de mim...

jorge@ntunes

2 comentários:

Geminiana disse...

Ah! Meu querido, assim não vale!As lágrimas estão caindo...não é exagero.Independente do sol brilhar,a lua nascer, o vento soprar na minha janela,eu me lembro sempre de ti.Hoje,por coincidência ,logo que acordei fui até meu pequeno e singelo jardim, como de costume,e para minha surpresa, tinha nascido uma linda e exótica flor vermelha de uma plantinha que eu cultivo há mais de um ano...é um Antúrio.Fiquei feliz de vê-la...imediatamente lembrei de ti.Pois tudo que é belo me faz lembrar de ti.O que posso te dizer mais?Apenas,obrigada por mais este presente lindo!!!
ADORO-TE :)

Beijinhos e que Jesus com seu poder cuide bem de ti!

su disse...

O mar é a saudade e a saudade uma lágrima em estado líquido...

Related Posts with Thumbnails