sábado, junho 24, 2006

caminho



Caminho, a passos pequenos
De sonhadoras grandiosidades
No caminho recto, concreto
Dos apogeus das minhas idades

Não vou só, levo pla mão
O infante livre de um dia passado
E plo braço carrego, a idosa candura da sabedoria futura
Deste que aqui sou achado

As três idades de todos os porquês
Seguem, no concreto do caminho recto
Cortando horizontes a cada instante

A cada curto passo, agiganta-se uma alma em três
Múltiplas vidas de um espectro
Lá longe a utopia expectante,
E um passo, já à frente,vai, corre, o infante

jorge@ntunes

3 comentários:

Anónimo disse...

Ah! Querido, que bom poder ler-te...acredito que vc está no caminho certo... o homem precisa de calma para refletir...há dias que seu coração está cansado das exigências da vida, dos problemas, das saudades, enfim de tudo...o homem precisa de renovação,e somente com muita calma pode sentir na alma a esperança de um novo dia renascer.Adorei!!!


Beijinhos no teu coração!

Fica na Paz:)


I LOVE YOU

Geminiana

Paula Raposo disse...

Belo como sempre! Beijos.

Geminiana disse...

VIVAAAAAA PORTUGALLLLLL!!!

Beijos :)


Geminiana

Related Posts with Thumbnails