quarta-feira, abril 19, 2006

HOMEM...em construção...



Mais não sei
Que o que sei basta-me
Pra nada mais querer saber

O que sei do HOMEM chega-me
Para não o querer ser

Pouco me importa que falem...
Que defendam o “único” ser criativo
Se feitas as contas
Ganha sempre o destrutivo

Que me importa
Que o HOMEM escreva o mais belo poema por sonhar
Se com as mesmas palavras
Assina as mais cruéis formas de matar

Que me importa
Que o HOMEM arquitecte o mais belos dos monumentos
Se constrói a mais vil das armas
Que arruina todos os tempos

Que me importa
Que pinte a mais perfeita tela
Se pincela de vermelho-sangue
Cada genialidade... cada instante...

Mais não sei...
Nasci homem...
Pequei...
Trasbordei na existência
Abusei do meu poder

Sou HOMEM

Ou talvez, não o saiba, ainda, ser...

jorge@ntunes

4 comentários:

Geminiana disse...

Parabéns!!!Belo texto... palavras reais e sinceras...apesar de discordar de algumas coisas...mas,vou respeitar teu ponto de vista...já sabes que gosto muito da tua maneira de ser.


Beijos no teu coração. :)

**Geminiana**

paula disse...

Mano não tenho palavras porque até fiquei arrepiada.

Acho que foi um dos poemas mais bonitos que escreves-te.

Parabéns...

Mas tenho a dizer-te que és um homem com um H grande.

Beijos no teu coração

Ana P. disse...

Como sempre.... fantastico.

Não sei como o fazes, mas transbordam em teus dedos palavras mágicas, que relatam e se entregam..

Beijo

Paula Raposo disse...

Sem dúvida, Jorge. Um belíssimo poema!! A tua irmã tem razão...arrepiante! Beijos.

Related Posts with Thumbnails