sexta-feira, março 10, 2006

eu?



Chegado à paragem, paro, e sigo também
O EU que fica é o rendido
O que segue é de ninguém

O que fica na paragem
Sou EU... casual
O que segue... imortal

Sou EU quem ali fica
Sou EU quem ali vai
E no meio destes EU’s
Estou EU,
Indeciso, perdido de onde estou
Se fico ou se vou

Na paragem o Autocarro leva-me
Em sentido contrario sigo a pé
E ali, no meio, dividido
Fico EU, o que não sabe quem é...

jorge@ntunes

3 comentários:

MEDUSA disse...

Pois... este "eu" da paragem, não é o mesmo "eu" que entra...
Tb eu, por vezes me sinto assim!
Um bjo

Geminiana disse...

Meu, querido,um grande HOMEM não pode fraquejar diante da vida...não tenhas dúvidas que tens de seguir em frente...jamais parar...a vida nos permite parar e refletir,mas nunca desistir dos seus ideais por mais difícil que ela nos pareça.Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde ir.

Beijinhos carinhosos...


Fica na Paz.

Geminiana

Magia disse...

São tão bons esses momentos em que não sabemos quem é o nosso eu...
São os momentos em que ficamos alienados da realidade...
E caminhamos por dentro de nós, aos sabor das ondas vazias de outros...

Beijo meu

Related Posts with Thumbnails