quinta-feira, fevereiro 09, 2006

luz do teu olhar



Fumando um cigarro
na noite parado
no tempo esquecido

ardendo por fora
queimando a hora
do beijo perdido

gelando por dentro
soprado no vento
nas nuvens levado

ouvindo a chorar
o silêncio a bordar
as magoas num fado

e tudo é tristeza
tudo é leveza
ilusão de um dia

que não mais perdura
que já foi candura
que amava e sorria

e este cigarro
que abrasa meu fado
turva-me o olhar

em cinzas lancei-me
a ti abracei-me
e toquei o mar

mar em que perdi
o que fui de ti
o que de mim ficou

resta-me o luar
luz do teu olhar
que o meu cegou


jorge@ntunes

2 comentários:

Ana P. disse...

Fiquei do sol, sem os raios quentes
E foi na lua que afoguei meu olhar
E contemplando este meu mar
Perdi-me nas ondas ausentes
Gritei por ti, sob o brilho do luar
Senti-me, sentindo-te divagar
E roubaste meus raios quentes
Chorei, apenas por te amar

Geminiana disse...

Olá querido!O amor é um sentimento que nos alegra e nos faz viver,nos dá asas,nos faz sonhar acordado e nos levanta quando não temos mais forças.Mas temos que ter amor próprio, temos que nos amarmos em primeiro lugar.Vc é um sábio e como tal, entendes oq quis dizer.
Solta tuas amarras e sentirás o quanto é luminoso o teu universo interior,o teu ser.Se queres ser realmente feliz aceita oq vem do teu coração. Mil desculpas , mas por gostar muitíssímo de vc é que
quero te ver sorrindo e de bem com vida.Adorei o poema e tb e quadro.
Um beijinho doce e ficas na paz.

Related Posts with Thumbnails