quinta-feira, fevereiro 26, 2009

pontas soltas





Sou por vezes contraditório nos meus actos,
Mas coerente o bastante para o assumir nas minhas palavras.



Opino sobre tudo e sobre nada.
Mais não seja pelo prazer
De argumentar, contradizendo
Tudo e nada.



Não quero ser «alguém»
Pela importância que dá aos olhos dos outros
Ser-se «alguém»
Mas sim pela importância que me dou ter
A meus olhos.



Morrer não me assusta.
Assusta-me estar já morto
Antes dessa hora.


jorge@ntunes

2 comentários:

@lexis disse...

Incoerentemente coerente...

Ana Paula disse...

Meus Deus!!!!
Palavras carregadas de sentidos fortes, por vezes, ainda desconhecidos ao comum mortal!!!!

Related Posts with Thumbnails