segunda-feira, outubro 01, 2007

até já...





Acordo
Junto da solidão
Que comigo se deitou
Acordo no seu abraço
Acordo, tudo o que sou

Olho para ela ali...
Sossegada...
Ainda dormindo...
Ainda quente...
Para sempre nada...

Devagar
Solto-me do abraço
Que pla noite me tomou
E que eu aceitei em pecado

Olho para ela
Olhar quase de ternura
Pois sei-a para sempre fiel
Traído sou apenas na loucura

Penso deixar-lhe
Um bilhete escrito
Um poema, um grito
Uma lágrima...

Não importa...
Ela sabe...
Ela é o meu pensamento
A minha alma...

Ao sair
Julgo ouvir
Um até já...

Estremeço...
Levo ainda pla boca
O seu sabor...

Quase que paro...
Quase que volto...
Sussurro... Rendido...
- Até já, meu amor...

jorge@ntunes

3 comentários:

Geminiana disse...

Esplêndido!Parabéns!Muito romântico... sensacional!Tuas palavras diz todo um sentimento de momentos prazerosos.Paira um cheiro de AMOR no ar,ou estou enganada?Gostei muito!Teus versos me encantam.Obrigada My Love!



Um forte abraço e fica na Paz!

Até já...

Beijinhos :)

Anónimo disse...

Talvez o melhor de todos...

impulsos disse...

Este sim... é brutal!!

Parabéns poeta

Beijo

Related Posts with Thumbnails