quinta-feira, março 02, 2006

imenso



Imenso, este Universo
em que me penso.
Tenso e propenso
à loucura

que em mim não cabe
em diálogo
que a mim me sobra
em procura.

Onde começa este nada?
Onde findará este tudo?
Pensamento, como o Cosmos,
obscuro.

Escrevo e rescrevo a vida
a que vivo, e a que fugida
tento alcançar em vão

e o tempo não pára quando paro
não acompanha o meu reparo
continua imenso Verbo em expansão.

Sinto que morro. Diz-mo o corpo
que como o tempo me ultrapassa
rugas, fadiga, cabelos brancos
matéria que me desgraça.

Imenso este Universo
e eu a sonhar já outro.
Que loucura!!!
Esta em que estou envolto.
Este saber NADA que me consome
sabendo apenas meu nome
e dúbio cair de morto

jorge@ntunes

2 comentários:

Merlin disse...

Beautiful, really beautiful! You are an inspiration
Guy

Geminiana disse...

Parabéns!!!Belíssimo sem sombra de dúvida...teu sentir me faz sonhar e andar por caminhos floridos...me faz renascer.Obrigada por mais este presente,esta Obra de Arte.
Imenso é o poder que tens de poetar lindamente...Amei!!!

Meu querido, deixo-te mil bjs.

Geminiana.

Related Posts with Thumbnails