terça-feira, fevereiro 28, 2006

areia&mar



As marés que fazem este mar onde te espero
chegam sonantes, envoltas em espuma
tocam-te a ti, areia branca, meu chão
e eu, essa imensa lágrima, sedenta de ternura

reparto com as estrelas, na noite, a minha alma
já não tenho medo, já não vejo a escuridão
espero num qualquer vai e vem, não voltar sem ti
já não são mais sonhos, já não é mais a ilusão

quanto mais mar me torno, e me torno de te tocar
maior me torno de ti, e tu, cada dia mais mar
vens aos poucos em grãos de saudade

e um dia, um dia neste ou em outro firmamento
mar e areia serão na memória apenas um momento
um momento longínquo, na eternidade

jorge@ntunes

2 comentários:

Geminiana disse...

Querido, como sempre , está um doce teu Poema, mas tens de colocar mais Amor nos teus sonhos.
Tens de sonhar e acreditar, pois a vida é uma renovação constante e eterna, nunca um dia vai ser igual ao outro.Não há dores eternas nem lágrimas eternas...só o amor quando é verdadeiro.Ame, Ame sem medo.Só o amor aproxima as pessoas e faz com que falem a mesma língua.Espero para o próximo mais alegria, mais Amor...nada de tristeza.Afinal, tens tudo p/ ser feliz e mudar o mundo sozinho se acreditar em ti...
Beijinhos de quem te adora e felicidades mil.

Geminiana

mar_praia disse...

Cheirou-me a mar qdo vinha a caminho do teu blog... pensei que era por eu ter vindo do mar hoje mas não, era mesmo daqui!!!

O poema está como sempre, uma obra-prima!

Beijão enorme e continuaçao de boa semana!

Related Posts with Thumbnails