quinta-feira, outubro 20, 2005

um dia...



Um dia não mais escreverei
não mais direi ao mundo este grito
um dia não mais serei
este poema aflito

um dia secar-se-á a tinta em minhas veias
no pensamento morrerá a palavra
um dia não mais serei este corpo
que tanto me pesa na alma

um dia os dias iram trazer
a estes dias que nada sou
outro tempo, outros dias
que outro tempo me levou

jorge@ntunes

3 comentários:

Gnose disse...

Neste dia és a tinta
Que se me tingiu
No som das palavras
Muitas em mim dedicadas

Neste outro dia és a fonte
Que não seca e repete
Mesmo num leito escasso
Ouço o ritmo do teu compasso

Aromas Do Mar disse...

Um dia vais aprender a colocar a música e quem vai perder sou eu, porque tenho enriquecido bastante o meu disco musical de muitos Gb :).

Um dia as palavras irão ser pintadas a verde numa tela de imensos coloridos..., é um desejo!

Bom fim de semana!

Beijo bom

Anónimo disse...

A alegria tem de ser a tua vida, o amor a tua essência, a felicidade uma cantiga, e a dor... a experiência.

Não desesperes porque tudo no fim acaba bem. Se ainda não está tudo bem, é porque ainda não chegou ao fim.

A tua mana

Paula Antunes

Related Posts with Thumbnails