segunda-feira, janeiro 19, 2009

abismo




Não sinto o chão sob os meus pés
Não sinto o vento tocar meu corpo
Não sinto a vida que me deu forma
Não sinto nada, sinto-me louco

Louco pela vida que é só um sonho
Louco pelo sonho, que me convida
A não ser louco… A não ser louco…
A não sentir, sentir a vida

Não sinto os dias, não sinto o tempo
Não sinto o riso nem o momento
Tudo o que sinto é pensamento
Como lamento

Sinto-me preso. Não sei voar
Sinto que morro, se não achar
Outro lugar… Outro lugar…
No meu olhar

E tenho medo de me perder
E de perder quem me encontrou
Não sinto o chão, não sinto o Ser
Não sei quem fui… Não sei quem sou…

Ao meu redor é todo um mar
Toda uma lágrima
No meu olhar

E tenho medo
De quando sinto
O medo de acordar…

jorge@ntunes

1 comentário:

@lexis disse...

Quando o receio do que te aprisiona te der um nó na garganta
Estende a mão ...
... Estarei sempre aqui

Related Posts with Thumbnails