quinta-feira, novembro 10, 2005

(re)verso



Tu foste história sonhada
poema por inventar
foste o raiar do dia
a lua que namora o mar

foste o nascer da Primavera
um beijo de aromas em flor
andorinha solitária
em busca de um grande amor

foste um sorriso com sabor de mel
um refresco pela manhã
um oásis no meu deserto
a miragem que nunca quis vã

foste em folha de papel
a forma da minha certeza
mas voaste janela fora
hoje o céu ganhou outra estrela

e em todas as noites que descendem
que nascem para me acordar
luzem na sombra as minhas lágrimas
do brilho do teu olhar

ah!!! fosse eu Ícaro que pudesse
varrer os céus, o universo!!!...
Não apenas este homem
não apenas este verso!!!...

jorge@ntunes

5 comentários:

Paula Raposo disse...

Magnífico, o verso e o seu reverso, inevitavelmente! Gostei imenso, e fico com poucas palavras quando te leio...beijinhos para ti, um dia cheio de Sol para alegrar a tua Vida...

Silêncios disse...

passei e deixo-te um beijo...

Gnose disse...

Aqui, onde muito as palavras dizem, e outras tantas vezes falham, apenas deixo um sorrisso bordado com aquele silêncio repleto de tudo que tanto falo...

☆Fanny☆ disse...

Lindo demais o que escreves Jorge! Tua sensibilidade me cativa e me prende a este teu blog!

Um abraço em tua alma, daqueles abraços que trazem nele a Primavera e enxugam as lágrimas do coração.

*Fanny*

Anónimo disse...

sem dúvida...lindo poema...e a imagem...aquelas mãos...aquele ser...e o refrão da música...hoje, mais que ontem e possivelmente menos que amanhã... mexeram comigo...beijinho e continua! gosto de te ler.

Ângela

Related Posts with Thumbnails