segunda-feira, novembro 07, 2005

quis um dia ser poeta



Para lá do céu está tudo o que sou
aonde o vento não chega e à solidão apeteça
dormir no meu leito
para lá do céu está o meu desejo
tudo o que quis ser um dia desta vontade
que sopra em meu peito

quis um dia ser poeta
o profeta dos meus dias
vaguear por entre sonhos
ser a alma que em ti pedias

quis ser o gesto de amor
o toque que a tua pele anseia
quis ser o mar que te abraça
nos teus rasgos de sereia

quis um dia ser poeta
o profeta dos teus dias
ser a luz no teu olhar
ser a alma que sentias

mas não chegaram as palavras
ou quiseste amordaça-las
da certeza de um profeta

e o destino não foi nosso
e neste mundo não posso
nunca mais nascer poeta

jorge@ntunes

4 comentários:

mar_praia disse...

Amigo, a esta altura do campeonato já não sei que mais te dizer... Já te disse dezenas de vezes que escreves bem, que os teus textos são lindos e cheios de sentimentos (este não foge à regra).
Tb já uma vez que te disse que sinto muita tristeza e alguma desilusão em tudo o que escreves e esta é a minha maior "preocupação" pois gosto imenso de ti e não gosto de te ver/sentir assim!

Esta música que hoje inunda o blog é excelente e conjugada com o texto dá um efeito belíssimo!

Beijão enorme cheio de saudades tuas!

Paula Antunes disse...

“QUANDO OS NOSSOS SONHOS SE ACABAM, FICA UM VAZIO IMENSO, UMA VONTADE DE PARAR, DE DESISTIR DE TUDO...
É UM PERÍODO DIFÍCIL, EM QUE OS DIAS, AS HORAS E ATÉ OS SEGUNDOS SÃO LONGOS...
NÃO CONSEGUIMOS PROGREDIR...
FALTA VONTADE, MOTIVAÇÃO...
FECHAMO-NOS PARA TUDO E PARA TODOS, COMO SE NADA IMPORTASSE, NADA TIVESSE ALGUM VALOR...
VAMOS NOS DESTRUINDO POUCO A POUCO...
POR QUE SERÁ QUE MUITAS COISAS EM QUE ACREDITAMOS CHEGAM AO FIM?
ACREDITAMOS NA FELICIDADE ETERNA E MUITAS VEZES ELA NÃO PASSA DE UM PEQUENO TEMPO...
TEMPO SUFICIENTE PARA DEIXAR UMA SAUDADE INFINITA...
ATÉ UM DIA...
UM NOVO SONHO COMEÇA A DAR O AR DA SUA GRAÇA, CHEGANDO DE MANSINHO, TENTANDO ABRIR OS CADEADOS DO NOSSO CORAÇÃO...
ESTAMOS TRANCADOS, COM UM ENORME MEDO DE SOFRER DE NOVO.
MAS MESMO ASSIM O NOVO SONHO VEM CHEGANDO, TRAZENDO NA MALA TUDO DE NOVO...
E COMO TODO NOVO SONHO É REGADO DE NOVIDADES QUE FASCINAM, MEXENDO COM EMOÇÕES ADORMECIDAS, TRAZENDO DE VOLTA A EMOÇÃO DE VIVER, AMAR, RECOMEÇAR!
NESTA HORA, QUANDO TUDO RESURGE, PODEMOS AVALIAR MELHOR A VIDA...
TEMOS QUE TRANSFORMAR CADA PEQUENO INSTANTE, EM GRANDES MOMENTOS...
ELIMINAR TUDO QUE MALTRATA O NOSSO CORPO, O NOSSO ESPÍRITO, E DAR LUGAR SOMENTE AO QUE NOS ENGRANDECE COMO VERDADEIRO SER HUMANO E FILHO DE DEUS!
E SE OS SEUS SONHOS ESTIVEREM NAS NUVENS, NÃO SE PREOCUPE...
ELES ESTÃO NO LUGAR CERTO.
NUNCA DESISTAS DO TEU SONHO!”

Paula Antunes

Gnose disse...

Se em tudo o que prometi, não o cumpri... Seja pela preocupação, pela curiosidade de espreitar o estado de espírito; ao contrário do que prometi a mim mesma fazer, não o fiz... já percorri os trilhos destes versos com dor, inúmeras vezes.
E se aqui, onde decide tornar o íntimo público, e neste lugar demonstra o reflexo de um ser que inúmeras vezes se parecera apagado; neste mesmo lugar, deixarão de existir palavras secretas, de códigos muitas vezes quebrados por almas curiosas...
Se é este o lugar que escolhe para demonstrar tudo o que tem aí dentro, onde o tocar da sua alma se encontra ao passo de uma palavra, será também neste lugar onde se tornarão explícitos os códigos anteriormente quebrados.
Se muitas vezes se enquadra naquilo o que era o meu sonho, em todas as vezes revejo que a minha felicidade a encontro em tudo aquilo que não sonhei... O ideal e o perfeito na minha vida não existem... e é das pequenas coisas que possuo que consigo somar e fazer o muito daquilo que sou...É em tudo que não sonhei que me faço feliz...
E em si, nunca, amordacei as palavras. Oh, doce poeta... não queira ver em mim a dor que não é deste lugar, mas de um lugar que já perdeu em outras lides...
Aqui, fica um beijo recheado com o pouco que posso dar... que já é muito em mim... porque é tudo o que tenho...

Paula Raposo disse...

Como sempre, lindo! Começam a faltar-me as palavras para adjectivar cada poema que leio teu!! São belos, muito belos!! Beijos, muitos

Related Posts with Thumbnails