segunda-feira, outubro 15, 2007

beijo




No vazio das formas vagas
Na espuma a beijar as fragas
No vento a rasurar os céus

No beijo a sentir a alma
Na boca a sentir o beijo
Teus olhos, a senti-los meus

Tempo que sem tempo vai
Que gasto de tempo cai
Aos pés de um tempo derradeiro
Tempo de um tempo primeiro

Em lugares tantos sem fim
Em finais sem qualquer lugar
A vontade que se jura
Que se jura, não mais jurar

Aí, nesse pensamento
Colhido no vento
Perdido no riso

Vou chegar ao firmamento
Vou lá deixar meu lamento
Roubar pra mim um teu sorriso

jorge@ntunes

1 comentário:

Geminiana disse...

Vou chegar ao firmamento
Vou lá deixar meu lamento
Roubar pra mim um teu sorriso

Simplesmente fantástico!
Lindo! Lindo! Lindo!Parabéns!
Quero retribuir mais este presente com mil beijinhos no teu coração!

ADORO-TE :)

Related Posts with Thumbnails